‘Outubro Rosa’: equipe psicossocial dos CCPLs promoveu palestras de conscientização sobre o câncer de mama

Os munícipes presentes, em especial as mulheres, foram lembrados da importância do autoexame para detectar esse câncer, que se descoberto a tempo tem as chances de cura aumentadas



Por CCPLBarueri - Publicado em 05/11/2019

‘Outubro Rosa’: equipe psicossocial dos CCPLs promoveu palestras de conscientização sobre o câncer de mama
Ao longo do mês de outubro, a equipe psicossocial das unidades do CCPL, composta por psicólogas e assistentes sociais, realizaram palestras inspiradas na campanha ‘Outubro Rosa’, com a finalidade de esclarecer a população sobre o câncer de mama, doença que mais atinge e mata mulheres todos os anos, não só no Brasil, mas em todo o mundo.

No dia 17, no Parque Imperial, a psicóloga Emilaine Justos, a assistente social Edina Albuquerque e a coordenadora da unidade Regina Figueiredo, realizaram duas palestras: uma passando informações sobre a doença para os alunos de modo geral e outra com ao público feminino. Todos receberam folhetos explicativos complementando as informações dadas. No dia 23, no Parque dos Camargos, Emilaine e Edina deram instruções sobre prevenção, direitos e tratamento à munícipes, alunas e funcionárias.

Também no dia 23, no Engenho Novo e no Jardim Paraíso, a psicóloga Fabiana Zucoli e a assistente social Lilia de Vasconcelos promoveram palestras em diferentes horários. Nestas duas unidades, as palestras contaram com a participação de Mariana Gonçalves, que é enfermeira e também professora dos cursos de Cuidador de Idosos, Capacitação de Babás e Atendente de Farmácias e Drogarias das duas unidades do CCPL, e que a convite de Fabiana e Lilia abordou vários aspectos da doença.

Em todas as ocasiões, as pessoas foram lembradas da importância do autoexame, poderoso aliado nessa luta. Embora o câncer de mama seja mais comum por volta dos 40 anos e seja mais raro em mulheres mais jovens, as palestras apresentaram o autoexame como um hábito que pode ser adquirido antes mesmo dos 40 anos.

No autoexame, a mulher apalpa e verifica os seus seios procurando anormalidades. Pode ser realizado estando deitada, de pé, no banho ou de frente a um espelho. É importante que a mulher esteja consciente de seu corpo, para que possa notar quando há algo diferente. Alguns dos principais sinais a serem observados são: a presença de nódulos, popularmente conhecidos como ‘caroços’; pele da mama avermelhada, retraída ou com a aparência de uma casca de laranja; alterações no bico dos seios; saída de líquido anormal pelos mamilos. Ao notar algum desses sinais, a mulher deve imediatamente procurar um médico que a orientará sobre o que fazer.

Segundo o Ministério da Saúde, “a prevenção do câncer de mama não é totalmente possível em função da multiplicidade de fatores relacionados ao surgimento da doença”. Apesar disso, o Ministério da Saúde e o INCA, Instituto Nacional de Câncer, com base em estudos científicos, concordam que estar acima do peso, não ter uma alimentação saudável, vida sedentária, consumo de bebida alcoólica, fumo, uso de contraceptivos hormonais são alguns dos fatores que aumentam o risco.

Luciene Lima, aluna de massoterapia, no CCPL Parque dos Camargos, reconheceu a relevância dessa ação. “Eu estou achando sensacional fazer parte desse evento que conscientiza nós mulheres a fazermos o autoexame”, e mencionou sessões de massoterapia oferecidas durante o evento. “Nós trouxemos a massoterapia, nos prontificamos a participar trazendo um pouco de carinho, de massagem, de relaxamento para que o dia delas se torne especial”.

O CCPL se preocupa em promover um serviço que seja de utilidade pública. Através de ações como as realizadas pelas equipes psicossociais em outubro, as quatro unidades somaram forças no combate ao câncer de mama. Não só as mulheres, mas todo o público que participou das ações recebeu informações objetivas e essenciais sobre o que fazer para diminuir a ocorrência deste tipo de câncer, como identificá-lo e como combatê-lo, ajudando a salvar vidas.













OUTRAS NOTÍCIAS