Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Equipe psicossocial promoveu uma palestra informativa com os alunos



Por CCPLBarueri - Publicado em 30/05/2019

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
O dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Dados do Disque 100 apontam que, apenas em 2017, foram feitas mais de 20 mil denúncias desse tipo no serviço.

No Brasil, a prevenção e o enfrentamento a esse grave problema demandam a articulação de ações envolvendo vários setores dentro do município com o objetivo de proteger as vítimas e responsabilizar os agressores, bem como conscientizar a população sobre formas de identificar e denunciar os casos suspeitos.

Pensando na importância deste assunto, no dia 30 de maio, a equipe psicossocial do polo do CCPL Engenho Novo promoveu uma palestra com linguagem adequada a faixa etária, mostrando o quanto é importante denunciar atos abusivos por parte dos adultos. As crianças puderam entender de forma lúdica sobre o assunto, onde assistente social Lilia de Vasconcelos e a psicóloga Emilaine Justus informaram aos pequenos que podem ter o respaldo da equipe para orientações, além de sentirem-se a vontade para conversarem e contar todo o tipo de situação. O encontro foi com os alunos dos cursos de Artes Cênicas, Arte Circense, Reforço Escolar, Inglês e Violão.

SOBRE A DATA

O dia 18 de maio foi a data escolhida como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, pois em 1973 um crime bárbaro chocou o Brasil. Com apenas oito anos de idade, Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada em 18 de maio daquele ano por jovens. A menina foi drogada, espancada, estuprada e morta. O caso foi tomando espaço na mídia. Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória (ES), poucos foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.







OUTRAS NOTÍCIAS