Novembro Azul: equipe psicossocial do CCPL promoveu a conscientização sobre o câncer de próstata

As ações realizadas levaram orientações sobre sinais a serem observados, informações referentes ao tratamento e dicas que ajudam na prevenção de novos casos



Por CCPLBarueri - Publicado em 28/11/2019

Novembro Azul: equipe psicossocial do CCPL promoveu a conscientização sobre o câncer de próstata
Ao longo do mês de novembro, a equipe psicossocial das quatro unidades do CCPL levou aos alunos e munícipes informações importantes para o combate ao câncer de próstata. O foco do Novembro Azul é o público masculino.

Nas palestra realizadas nas quatro unidades a equipe psicossocial, composta por psicólogas e assistentes sociais, levou ao público informações sobre o câncer de próstata: sinais, sintomas e dicas que auxiliam na prevenção de novos casos e orientações sobre o tratamento. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer que mais atinge homens no Brasil.

Os sintomas do câncer de próstata costumam ser muito discretos, quase imperceptíveis, o que torna muito mais necessária a atenção a sinais que podem indicar sintomas da doença, tais como dificuldade de urinar, diminuição do jato de urina, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite e sangue na urina. Homens com histórico dessa doença na família devem redobrar a atenção.

O médico avaliará esses sintomas e os resultados de exames como o de toque retal e de sangue (dosagem PSA) que indicarão a necessidade de biópsia da próstata (retirada e análise de fragmentos da glândula e única forma de confirmar uma suspeita de câncer). Com o diagnóstico final, médico e paciente discutem o tratamento mais adequado para o combate da doença. Como outros canceres, o de próstata tem altas chances de cura quando detectado a tempo.
Outras informações incluíram a importância de uma alimentação saudável e equilibrada, não fumar e não beber, tratamento adequado da pressão alta, do diabetes e do colesterol, exercícios físicos regulares e o combate ao sobrepeso e à obesidade.

Com as ações realizadas, a equipe psicossocial levou orientações valiosas no combate a esse câncer. Com essa ação, as psicólogas e as assistentes sociais também procuraram desmistificar preconceitos e combater resistências que os homens por acaso tenham, chamando-os a combaterem os seus medos e se cuidarem mais.













OUTRAS NOTÍCIAS